segunda-feira, 22 de agosto de 2016

Debate: "As metas da educação na nova conjuntura política: Plano Nacional de Educação e Objetivos de Desenvolvimento Sustentável"

Em 2016 o Plano Nacional de Educação (PNE) completou dois anos. Entre suas vinte metas para o decênio 2014-2024, existem metas intermediárias que venceram em junho deste ano. No plano internacional, os Objetivos de Desenvolvimento Sustentáveis (ODS) completam seu primeiro ano em setembro, reforçando um conjunto de metas consideradas desafios mundiais, incluindo a garantia do acesso à educação para todas as pessoas. Ainda na dinâmica internacional, também completa um ano de vigência as metas do acordo Educação para Todos (EPT), firmado no âmbito da UNESCO. 

Frente ao cenário brasileiro de instabilidade política e econômica, alto endividamento dos estados e municípios – principais responsáveis pela oferta da educação básica – e à proposta de um novo regime fiscal (PEC 241/2016) que impede a ampliação de investimentos sociais para construir escolas, pré-escolas, creches, melhorar as universidades públicas, a educação básica, e o salário dos professores, quais são as projeções para o cumprimento das políticas educacionais? Como a comunidade educacional e a sociedade civil, em geral, podem atuar para garantir que o sistema nacional de educação não se fragilize e consiga cumprir as metas estabelecidas?

Estas são algumas das perguntas postas a nossos convidados no debate “As Metas da Educação na nova conjuntura política: Plano Nacional de Educação e Objetivos de Desenvolvimento Sustentável". Estarão presentes:

Camilla Croso, coordenadora geral da Campanha Latino-americana pelo Direito à Educação;
Daniel Cara, coordenador geral da Campanha Nacional pelo Direito à Educação.

Quem não puder comparecer, poderá assistir a transmissão online, ao vivo, pelo link:www.acaoeducativa.org/aovivo